Como tomar cloreto de magnésio para emagrecer

Tempo de leitura: 4 minutos

Como tomar cloreto de magnésio para emagrecer
5 (100%) 3 votes

Como tomar cloreto de magnésio para emagrecer

O magnésio é muito importante para o bom funcionamento do nosso organismo, mas nem sempre consumimos na dose adequada, por isso tomar cloreto de magnésio pode ser interessante para a manutenção da saúde.

Além de ajudar na saúde, o cloreto de magnésio também pode ser utilizado para emagrecer, já que ele ajuda na desintoxicação e na eliminação das toxinas. Já a deficiência de magnésio pode contribuir para o estresse inflamatório e oxidativo e esses são fatores ligados à obesidade.

O cloreto de magnésio pode ajudar a emagrecer de uma terceira forma também: ele ajuda os minerais e as vitaminas a serem absorvidas, fazendo com que o balanço nutricional fique negativo. Quando ele fica negativo, nosso corpo começa a traduzir essa carência na forma de fome, então com a quantidade de vitaminas e minerais na dose certa, acabamos sentindo menos fome.

Como tomar o cloreto de magnésio

Como qualquer alimento, o cloreto de magnésio também deve ser tomado da forma e na quantidade correta. Para preparar o cloreto de magnésio você deve ter:

  • 1 garrafa de vidro;
  • 1 litro de água;
  • 30 gramas de cloreto de magnésio.

Primeiro ferva a água, espere a água esfria e coloque em uma garrafa ou vasilha de vidro. Dissolva 30 gramas de cloreto de magnésio nessa água, tampe a garrafa ou vasilha e coloque ela na geladeira.

A dose de cloreto de magnésio para emagrecer é de 3 gramas dissolvidos em 100 mL, aproximadamente meia xícara desse preparado acima.

Tome meia xícara todos os dias, de preferência pela manhã, logo após o café da manhã, isso porque não é saudável tomar o cloreto de magnésio em jejum.

A principal função do cloreto de magnésio, como disse acima, é melhorar a absorção dos minerais e vitaminas, por isso o uso desse suplemento deve ser feito com uma alimentação adequada. Então, certifique-se de comer todos os tipos de alimentos, todas as vitaminas e todos os minerais necessários.

Os alimentos ricos em vitamina B1 quando consumidos junto com o cloreto de magnésio aceleram o metabolismo, então não se esqueça de consumir bastante esses alimentos. Os alimentos mais ricos em vitamina B1 são: carne de porco, arroz integral, espinafre, cogumelos.

Além disso, é importante a prática de exercícios físicos se o seu objetivo com o cloreto de magnésio for emagrecer.

Alimentos ricos em magnésio

Além do cloreto de magnésio, você também pode consumir alimentos ricos em magnésio, mas atenção: isso não deve ser feito em conjunto. Quem faz uma dieta rica em magnésio não pode usar o cloreto de magnésio como suplemento e vice-versa.

Os alimentos mais ricos em magnésio são:

  • Frutas como uva, banana e abacate;
  • Grãos e derivados como a granola, gérmen de trigo e aveia;
  • Sementes e nozes como gergelim, amendoim, girassol castanha e amendoim;
  • Leite;
  • Leguminosas, como soja e grão de bico;
  • Pão;
  • Peixes;
  • Legumes como batata, beterraba;
  • Verduras como couve e espinafre.

Quem não pode consumir cloreto de magnésio

Infelizmente não são todas as pessoas que podem consumir cloreto de magnésio, os seguintes grupos de pessoas não podem fazer o uso desse suplemento:

Pessoas com problemas renais: lembre-se que o cloreto de magnésio é um sal e por isso ele pode forçar os rins;
Quem tem diarreia: o cloreto de magnésio tem ação laxante e por isso não deve ser utilizado por quem tem diarreia ou cólica ulcerosa.

Advertências

Além das advertências feitas acima, existem outras para quem quer fazer uso de cloreto de magnésio para emagrecer, como:

  • Não misturar sal com cloreto de magnésio;
  • Não consumir acima da dose recomendada;
  • Por ter efeito laxativo, ele também não deve ser consumido com outros produtos ou alimentos que estimulem o funcionamento do intestino.

Efeitos adversos

Como tudo na vida, o cloreto de magnésio também tem seus efeitos adversos e o principal deles é a diarreia, já que tem efeito laxativo. Além disso ele também pode causar dor abdominal, náusea.

Se você tomar acima da dose recomendada pode entrar em um quadro de toxicidade de magnésio e os sintomas podem incluir perda da função renal, confusão, hipotensão, letargia, perturbações do ritmo cardíaco normal, franqueza muscular, dificuldade em respirar e até parada cardíaca. Esses sintomas podem ser ainda piores por quem já tem problemas renais.

Ao suplementar a alimentação, você deve consultar um médico ou nutricionista para se certificar que a alimentação esteja adequada e fique atento aos sintomas descritos acima.