Dieta ortomolecular

Tempo de leitura: 4 minutos

Dieta ortomolecular
5 (100%) 2 votes

Dieta ortomolecular

A dieta ortomolecular foi criada pelo químico americano Linus Pauling, essa dieta tem objetivo de equilibrar o organismo através da alteração com a forma de se alimentar, promovendo no cardápio, alimentos que tenham todos os nutrientes necessários para o organismo funcionar bem.

Essa dieta faz com que sejam eliminados excessos e carências de minerais e vitaminas, no intuito de corrigir o equilíbrio do corpo por meio da alimentação natural e em muitos casos com auxílio de suplementação.

A dieta ortomolecular, diferentemente das demais, não restringe nenhum tipo de alimento ou proíbe o consumo de algum nutriente e pode emagrecer tão rápido quanto as demais.

Quem quer aderir a dieta, primeiramente de procurar um médico, ele fará a solicitação de um mineralograma capilar, esse exame é feito utilizando fios de cabelo e pedirá um exame de sangue para verificar os níveis de aminoácidos e vitaminas no organismo. E somente após essas verificações ele prescreverá sua dieta e se necessário, manipulará fórmulas para auxiliar no equilíbrio de seu organismo.

Como funciona a dieta ortomolecular?

A dieta tem como objetivo abastecer o organismo da forma certa, consertando possíveis perdas, causadas pelo desgaste sofrido no corpo, juntamente com os transtornos ocasionados pela ingestão de alimentos industrializados.

Essa dieta atuará substituindo alimentos químicos ou industrializados pela maior quantidade de alimentos naturais possíveis, como leite e derivados integrais. Ela proíbe apenas o consumo de gema de ovo e carne vermelha.

Ela também procura fazer a desintoxicação do organismo, expulsando substâncias como radicais livres responsáveis por várias doenças.

Como fazer a dieta ortomolecular:

Esta dieta diferentemente das demais, não possui um cardápio exclusivo. Cada pessoa que opta por aderi-la deverá se consultar com um médico, fazer os exames e com base nesses resultados será elaborado o planograma da dieta que deverá ser seguida. Justamente para buscar todos os nutrientes corretos que o corpo precisará para funcionar da melhor forma possível, isso claro, alinhado com atividades físicas.

Substituições

Nessa dieta normalmente são substituídos:

  • Comidas industrializadas por naturais.
  • Carboidratos integrais substituirão os refinados
  • Leite e seus derivados integrais por desnatados.

Cardápio

Cada pessoa irá seguir um cardápio específico de acordo com a necessidade de seu organismo. Há alguns pontos em comum em todos que tem a ver com a ingestão de aminoácidos, vitaminas e minerais.

O cardápio indicado pela orientação de seu médico, seja semanal ou diário deverá ser seguido sem interrupções. Alguns exemplos de cardápio:

Café da manhã: Trata-se de uma das refeições mais importante do dia, alguns alimentos ingeridos nessa refeição são:

  • Café – sem açúcar
  • Pão integral
  • Mamão (pode ser acompanhado de granola)
  • Queijo minas

No almoço: Não deverá exagerar nessa refeição, poderá consumir tranquilamente:

  • Arroz integral
  • Salada de alface, tomate e rúcula, pode ter um pouco de sal e azeite.
  • Peixe ou filé de frango. Pode ser assado, cozido ou grelhado.
  • Abacaxi, manga ou maçã.

Jantar: Essa refeição deverá ser a mais controlada, e sem qualquer exagero.

  • Salada de legumes, atum ou frango.
  • Sopa de abóbora ou inhame.

Quantos Kg é possível perder com essa dieta:

A maior preocupação da maioria das pessoas é saber em quanto tempo os resultados serão visíveis, e quantos quilos se conseguirá perder.

O que se prioriza nessa dieta é manter o organismo em equilíbrio e saudável e não a redução de quilos propriamente dita. Com a dieta ortomolecular, a redução de medidas acontece de formas diferentes, mas há inúmeros depoimentos possíveis de serem encontrados de pessoas que afirmam que perderam até 7kg em 15 dias.

Alimentos liberados

Nessa dieta não existe uma regra de alimentos restritos, dessa forma todos os alimentos preferidos e que possuem alguma propriedade boa para o organismo, estão liberados. Exemplo:

  • Aveia
  • Amêndoa
  • Avelã
  • Frutos do mar
  • Linhaça
  • Legumes
  • Peixes
  • Entre outros.

Alimentos proibidos

A dieta ortomolecular visa o que é melhor para o organismo e age para limpá-lo de tudo que o faz mal, portanto, alguns alimentos deverão ser excluídos do cardápio:

  • Proibidos no jantar: arroz e pão branco.
  • Carne vermelha
  • Gema de ovo.

Também deverá ser seguido alguns conselhos como:

  • Não beber líquidos durante as refeições
  • Não comer rápido demais
  • Não saltar nenhuma refeição
  • Não cozer os alimentos demais, os vegetais principalmente
  • Alimentos devem ser sempre frescos
  • Praticar exercícios
  • Fazer exames regulares

Depois dessas dicas, agora é só analisar qual a melhor dieta para você!

Pronta para começar?